Lendas

Nossa Senhora da Pegadinha | Carteiro | Penedo da Moura

Nossa Senhora da Pegadinha

Conta o Povo, que em tempos idos andavam três irmãos no monte, talvez a guardar o gado. Andrajosos e esfomeados, comoveram Nossa Senhora que lhes apareceu e lhes disse: Ide para casa e “abrinde” a masseira. Tendes lá pão para comer.

Incrédulos, sabendo que não havia farinha para amassar em casa, os meninos desceram a Bruzende e, tal como dissera Nossa Senhora, lá encontraram que comer.

Terá ficado, no penedo da aparição, uma pegadinha, hoje desaparecida. Nesse local se ergueu a Capelinha.

Carteiro

Diz o povo que antes de haver a estrada atual N203, que liga Ponte da Barca a Ponte de Lima, o caminho existente era o caminho do rio, sempre junto à sua margem.

Por lá passava sempre o carteiro, que por força sua nobre missão, tinha hora e local de passagem certo.

Certo dia, uns amigos do alheio, fizeram-lhe uma espera, no lugar da Fonte Santa, onde o atacaram roubaram e acabaram por matar.

Em 20/06/2004, no local do crime, onde uma escultura em pedra lhe presta homenagem, foi erguida uma lápide, em honra à profissão de carteiro: Às vezes no passado, os carteiros pagavam com a vida o cumprimento do dever… Diz a lenda que neste local, se fez essa parte da história…

Penedo da Moura

Fala a lenda da existência de um penedo duro e misterioso que guardava um grande segredo. As gentes diziam que nesse penedo se encontravam encerrados a moura encantada e um grande tesouro. Difícil era conseguir abri-lo e mantê-lo aberto para aquele que quisesse apoderar-se do tesouro, sem que nada de terrível acontecesse.

Era necessário utilizar o Livro de S. Cipriano e ninguém tinha ousado cumprir as regras a preceito.

Horário de Atendimento

Quarta-feira: 19h às 20h | Domingo: 09h às 10h

Pin It on Pinterest